Sobre Mim

0CB96DFF-9EAE-4254-877C-8B247ED9E88E.JPG

Cris Nunes,
astróloga & taróloga 

Meu trabalho com o Tarot & Astrologia é resultado do meu processo de autodescoberta e tranformação de vida.

Sabe quando você sente que precisa fazer algo que lhe preenche por dentro? Algo que te dá tesão e dá sentido para a sua vida? Tenho essa relação com o trabalho, que vejo como fonte de realização. Mas antes precisei descobrir a mim mesma.

Desde criança me interesso por Astrologia, e meu primeiro Mapa Astral, fiz aos 13 anos, porque ganhei de em uma promoção de uma revista. Por volta dessa mesma idade, havia uma vizinha que jogava baralho cigano para mim. Acho que nada nessa vida é aleatório, e desde cedo esse universo chamava minha atenção.

Me formei em Jornalismo (PUC-SP), porque tinha o ideal de levar algo inspirador e que tivesse impacto positivamente nas pessoas. Vi essa possibilidade - talvez utópica - na área de Comunicação. Fiz pós-graduação em Comunicação Digital (ECA-USP) e trabalhei na área de Comunicação por mais de 11 anos, inclusive, realizando o sonho de estar numa grande redação e veículo de mídia, como Estadão e Discovery Channel. Porém, sentia que ainda faltava algo.

No meu retorno de Saturno, entrei numa crise existencial/profissional (e capricorniana que sou, meu Retorno de Saturno não foi bolinho, não!) Não me identificava com o que trabalhava e senti que precisava descobrir o meu propósito e os meus reais talentos.

Algumas etapas foram importantes para sair do mundo CLT e realizar minha transição profissional: estudei Kaballah, frequentei grupos de Deeksha, estudei ThetaHealing e Barras de Access, Numerologia, Simbologia, participei de workshops e retiro de Tantra, e fiz Constelação Sistêmica, entre outros. Tudo isso ajudou a me lapidar e contribuir para a visão que trago nos meus atendimentos.

Esse longo processo de desconstrução de padrões, me conduziram aos estudos de Astrologia & Tarot, que busquei apenas por prazer, sem uma intenção profissional, pois o assunto me fascinava tanto que entrava numa espécie de transe.

Aos poucos, isso foi se revelando como trabalho, de tanto eu falar, compartilhar e vivenciar aquilo. O período da pandemia apenas acelerou esse processo e catalisou na estruturação profissional.

A vida me conduziu, porque busquei respostas. Acredito que nosso propósito sempre está relacionado às coisas que nos dão prazer e aos nossos talentos naturais. Mas, às vezes, aceitá-lo exige uma desconstrução de crenças e valores scoiais externos que estamos muito identificados, e precisamos resgatar a nossa essência.

Acredito que o Universo está o tempo todo nos dando sinais (as tais sincronicidades!), mas temos que estar abertos para recebê-los. Meu objetivo é lhe ajudar na busca de respostas para a sua vida, assim como procurei para a minha.